Brasil: Depois da pandemia da covid-19, parada LGBT de volta

Após dois anos sem as paradas LGBTQIA+ pelas ruas das cidades brasileiras, devido à pandemia de covid-19, os eventos voltam a ser realizados de norte a sul, de leste a oeste do País. A Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, considerada uma das maiores do mundo, e parte do calendário oficial de grandes eventos da cidade, este ano chega a sua 26ª edição, que será promovida no dia 19 de junho com o apoio e estrutura da Prefeitura.

O evento reitera seu compromisso com a luta contra o preconceito e pela busca por representantes que pautem políticas públicas afirmativas e estejam engajados com a promoção dos direitos humanos.

O impacto das Paradas LGBT nos destinos vai além da economia. De acordo com o presidente da Câmara de Comércio e Turismo LGBT do Brasil, Ricardo Gomes, os eventos têm o efeito de transmitir mensagens de empatia e respeito a turistas e moradores. “As paradas LGBTs permitem que as pessoas entendam e respeitem o direito de ser do outro, que cada um pode ser quem é do jeito que é. Contribuem com novas possibilidades, novas formas de amar e fazer isso da forma mais natural”, pontua.

Já em relação às perspectivas para a retomada de eventos em 2022, Gomes aponta que os viajantes LGBT estão ávidos por novos embarques. “O Turismo LGBT é de suma importância, porque o público LGBT foi um dos que mais viajou durante a pandemia, além de terem voltado a viajar primeiro. E, por isso, descobriram inclusive as viagens regionais, as viagens mais curtas de carro. O público quer conhecer novos lugares, novas atrações e festas. Essa experiência de conhecer novos destinos está incrustada na forma que o público LGBT vive”, disse.

O Brasil sedia mais de 150 eventos de orgulho em todo o País.

Deixe um comentário