Eliziane Gama pode ser candidata a vice-presidente na chapa de Doria

Segundo a CNN, a senadora maranhense Eliziane Gama foi apresentada como alternativa do Cidadania para ser vice de Doria. Isso pode acontecer com a oficialização de uma federação entre o Cidadania e o PSDB.

A senadora Eliziane Gama se reuniu, nesta quinta-feira (3), com o governador paulista, João Doria (PSDB), no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo.

O encontro foi marcado para tratar de temas relacionados à vacinação infantil. A senadora pelo Maranhão ganhou popularidade durante a CPI da Pandemia.

Segundo integrantes dos partidos ouvidos pela reportagem, a reunião também serviu para apresentar a senadora como possível candidata à vice-presidência da República, caso Doria seja escolhido como cabeça da chapa.

Conforme as fontes ouvidas pela reportagem, o governador paulista gostou da sugestão. Oficialmente, Doria não se manifestou. Procurado, o presidente do Cidadania, Roberto Freire, não confirmou a oferta, mas disse que, caso ela se concretize, seria algo positivo para o seu partido.

Uma possível federação entre o PSDB e o Cidadania ganhou força na semana passada. Contudo, o Cidadania também negocia federação com o Podemos, que tem como pré-candidato o ex-juiz Sergio Moro, e o PDT, do ex-governador Ciro Gomes.

Na última terça-feira (1), após reunião da Executiva Nacional da legenda, ficou definido que a decisão final será tomada na reunião do Diretório Nacional do Cidadania, do dia 15 de fevereiro.

Já em relação ao PSDB, nesta quarta-feira (2), os tucanos anunciaram que abriram conversas com o MDB para a criação de uma federação entre as legendas.

A federação é um mecanismo novo nas eleições brasileiras, que permite a partidos unirem forças no cálculo do quociente eleitoral e a somarem tempo de TV. É um modelo parecido com o das coligações, com a diferença de que os partidos que fecharem acordo agora terão, obrigatoriamente, a ficar juntos pelos próximos quatro anos.

Doria declarou que ficou feliz e honrado com a proposta. “É uma pessoa com dimensão para fazer esse pleito. E tem o apoio de uma parcela considerável do Cidadania”, disse o governador.

Ele lembrou que o senador Alessandro Vieira, do Cidadania, também busca se viabilizar como pré-candidato. “Mas a figura da senadora, até pelo fato de, agregando ao seu histórico, à sua biografia, o fato de ser uma mulher contundente na sua posição na defesa dos pontos que ela prioriza: educação, a democracia e a saúde. Portanto, um bom nome”.

Deixe um comentário