Jogo duplo: Zé Francisco apoia Edilázio, mas patrocina Pedro Belo em Codó

EDILÁZIO COM BOLSONARO

Para não passar vexame, Zé Francisco diz que apoia Edilázio, mas patrocina a campanha de Pedro Belo em Codó. Há quem diga que Zé Francisco não tem nome de peso para disputar a reeleição em Codó. Depois de enganar Biné, Camilo e todos os que gastaram  sua única e última  grana para levar Zé Francisco  ao palácio municipal.

Zé Francisco deu um verdadeiro estelionato eleitoral por analogia em todos que nele investiram, e, como se não bastasse, não há uma pessoa sequer que faz parte do governo de Zé Francisco que fez parte do grupo político que lhe deu a vitória em 2020. Porém, Zé Francisco está isolado sem os grandes nomes da política codoense a seu lado e por isso irá ter uma enorme dificuldade em 2024 para enfrentar provavelmente Zito, Camilo, Biné e muitos outros políticos de peso eleitoral.

Há quem diga que  Zé Francisco  está apelando pelo ao menos em financiar Pedro Belo no intuito de tê-lo como seu candidato a vice se pelo ao menos tiver coragem de disputar uma reeleição em Codó.

PEDRO BELO NÃO SOMA PARA 2024

Pedro Belo hoje é uma figura muito desacreditada no meio  político, tanto que não conseguiu sequer eleger sua irmã Socorro Belo para a Câmara Municipal. Socorro Belo com o apoio de Pedro, Antônio Figueiredo e outras figuras repudiadas pelos codoenses, conseguiu pouco mais de 400 votos. Mesmo gastando muita Grana.

Já em 2018, mesmo fazendo parte do alto escalão do Governo  Flávio Dino, Belo apoiou Adelmo Soares, secretário de Estado de Agricultura em uma campanha milionária, mesmo assim só conseguiu transferir 1.500 votos para Adelmo Soares, que só aparece de 4 em 4 anos.

Pedro Belo
Pedro Belo

Belo até que andou dizendo por aí que não estava mais no governo, porém quando viu uma imensa dificuldade em reconquistar seus correligionários, porque não conta mais com o seu ex-pequeno grupo político. Muitos dizem por aí que Belo é ruim de cumprir compromisso.

Para simular uma possível sobrevivência política, Belo muda de opinião e se “ajoelha” aos pés de Zé Francisco e seu filho desprovido Pedro Neres, com a finalidade de obter votos do governo, porque Edilázio Bolsonarista não tem lá essa aceitação em Codó.

Para isso, Belo foi obrigado a submeter-se a declarar apoio a Pedro Neres. Os votos que Pedro conseguir em Codó não somam para 2024 a favor de Zé Francisco porque já são votos do governo. Já com o candidato a deputado federal Camilo a situação é muito diferente.

Camilo não tem o apoio de Zito que apoia Márcio Jerry. Então, se Camilo passar no teste, seu capital político poderá contar muito e decidir  a favor de Zito em 2024, caso aconteça uma futura aliança em 2024 entre o ex-deputado e atual vice-prefeito de Codó Camilo e o deputado estadual Zito. Ou até mesmo uma eleição de Camilo com apoio de Zito para prefeito de Codó em 2024, já que Camilo tem um grande potencial eleitoral  em Codó e ainda pode contar com o capital político de seu pai, o ex-prefeito Biné Figueiredo, uma das maiores liderança política de Codó e do Maranhão.

Deixe um comentário