SINTSERM emite nota de repúdio à omissão e silêncio de Zé Francisco quanto ao reajuste no piso dos professores de 33,23%

NOTA DE REPÚDIO SINTSERM À OMISSÃO E SILÊNCIO DO PREFEITO ZÉ FRANCISCO QUANTO
AO REAJUSTE NO PISO DOS PROFESSORES DE 33,23%.
O SINTSERM (Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Codó), vem a público
repudiar veementemente o silêncio, omissão e o desrespeito do prefeito de Codó em relação à
Lei n° 11.738 de 2008 que reajusta o Piso Salarial Nacional do Magistério em 33,23% para o ano
de 2022.
O gestor municipal efetuou o pagamento do mês de janeiro sem o reajuste nos salários dos
professores e sequer deu uma satisfação e/ou justificativa à categoria. Ademais, não dialoga e
muito menos responde aos ofícios encaminhados pelo SINDICATO representativo da classe,
demonstrando, assim, o seu desprezo, desvalorização e desrespeito para com os educadores. A
exemplo disso, foi a sua ausência na abertura da Jornada Pedagógica do ano letivo de 2022.
Diante do exposto, apesar de compreendermos a importância da Jornada Pedagógica em
andamento durante esta semana, se faz por demais necessária a realização de uma Audiência
Pública para discutirmos a educação do Sistema Municipal de Ensino dados os diversos
problemas:
• Condições de trabalho inadequadas, onde o ensino online ainda continua a cargo dos
professores, assim como ocorreu em 2020 e 2021 (celular, internet, computador, tablet
e etc., tudo custeado pelos professores)
• Lentidão na reforma estrutural das escolas
• Desvalorização e desrespeito aos profissionais da educação.
Por fim, esta entidade sindical reafirma o seu compromisso de resistência e luta em defesa dos
direitos de todos os trabalhadores públicos municipais sejam sócios ou não sócios do sindicato.
O direito só vem com luta, portanto, sigamos firmes na luta, companheiros.
Por nenhum direito a menos!
SINTSERM-CODÓ.
Em: 02/02/2022

Deixe um comentário